Falta de Educação

Falta de Educação

 

Os pais são os primeiros responsáveis pela educação e convívio social saudável de seus filhos, depois os professores.

 

E esse aprendizado deve ser estimulado desde os primeiros anos de vida, mesmo quando a criança ainda não sabe falar ou se expressar bem, dizendo coisas do tipo: “o irmão gosta de abraço e beijo, faça um carinho no irmão” – na hora que o pequeno bater no irmão. “mamãe e papai gostam que você fale baixo e podemos atender você com muito carinho” – na hora que estiver gritando para que peguem algo para ele.

 

As três melhores formas de levar a criança a agir com gentileza e cuidado com as outras pessoas são:

 

1- Ver os pais agirem assim desse jeito atencioso com as outras pessoas e nisso inclui a forma como pai e mãe se tratam entre si; 

 

2- Ser tratada com gentileza, cortesia e educação pelos pais;

 

3- Orientação clara e firme sobre que atitudes se espera da criança no relacionamento com seus semelhantes.

 

Como Coach Infantil oriento e treino os pais a serem modelos de cortesia e educação com as pessoas e com seus filhos, ajudando-os a pedir por favor, agradecer, além de conseguirem se posicionar de maneira firme e clara sobre a forma que se esperam que a criança se expresse com outras crianças e com adulto.

 

Pais que pedem algo aos seus filhos usando a expressão por favor no início ou no final da frase, agradecem, dizendo muito grata, muito obrigada, que pedem desculpas aos filhos, estão dando um precioso ensinamento de educação na lida com as pessoas.

 

Crianças aprendem muito por imitação, os neurônios espelho já estão constituídos desde os primeiros dias de nascimento, a prova é que um bebê de dias poderá colocar a língua para fora vendo o próprio pai fazer esse gesto.

 

O que significa dizer que estará imitando também esses gestos sociais que expressam regras mais complexas. Porque mais complexas? Porque envolvem mais do que um simples gesto muscular, envolvem valores e princípios familiares e envolve também o grau de maturidade emocional do adulto.

 

Por exemplo: A criança poderá assumir uma posição de super gratidão inspirada por pais inseguros. Ou de arrogância por ter exemplos de distância, frieza e aspereza nas relações. Ainda assim será por imitação.

 

Não são claras para criança as intrincadas regras de convívio social e o adulto precisará esclarecer que tudo funcionará bem desde que sejam mantidos os seus direitos concomitantemente com os direitos alheios, e que isto é um dever de cidadania para que todos sejam respeitados.

 

E também a orientando sobre como se portar bem nos diferentes ambientes sociais dando exemplos que existem ambientes mais despojados como a piscina do clube e outros mais formais como a igreja.

 

Isso se faz estabelecendo limites e principalmente dando o exemplo. Crianças necessitam da ajuda do adulto para saberem o que é aceito e o que não é aceito pela sociedade em que está inserida.

 

Muitos pais tendem a desculpar ou a deixar para lá as má-criações dos filhos pelo fato de acharem que eles ainda são pequenos demais para serem corrigidos.

 

Crianças pequenas são capazes de compreender que boas relações são geradas por boas ações.

 

Se o adulto deixa para lá ou não fala o que precisa ser dito quando a criança age em desacordo com o bom convívio social estará reforçando e aprovando a atitude inadequada da criança.

 

No entanto a forma de abordar precisa ser criteriosa e antes de tudo carinhosa para que a criança sinta-se desejosa de fazer o que se espera dela ao invés de desejar refutar e contrariar por ter se sentido agredida na forma que foi orientada.

 

As atitudes boas e as outras também, tornam-se parte do repertório de ação daquela criança e vão se consolidando ao longo dos anos.

 

Crianças podem falar palavrão ou é deseducado? O que você acha?

Se a família oferece educação e expõe com clareza os limites na conduta da criança é esperado que se posicione contrária quanto ao uso de palavras obscenas e grosseiras.

 

Quando a criança é bem pequena, deve-se explicar a ela que o palavrão é uma expressão do universo dos adultos e buscar junto com ela uma expressão do universo infantil que possa ser usada para se posicionar quando estiver brava, do tipo: “que chato”, “estou muito aborrecida”. E sempre explicar que essas palavras servem para falar para se sentir melhor na hora que está brava, e nunca para ofender alguém.

 

Caso a criança fale algum palavreado indevido e o adulto rir, estará valorizando e incentivando que a criança repita a gracinha, cabe ao adulto de maneira séria se posicionar dizendo que aquela palavra é inadequada.

 

Se a família entende que falar palavrão é algo a reprovável, então deve manter a coerência. Algumas vezes é a própria criança que inicia o riso com a pretensão de aliviar o clima, cabe ao adulto perceber esse manejo da criança e ainda assim dar o tom de inadequação do uso da palavra.

 

A criança pode ser estimulada a inventar palavras que não existem, de maneira criativa, tons de vozes criativos, diferentes, e aí sim o adulto deve aproveitar para rir bastante e estimular dessa forma o hemisfério direito do cérebro responsável pela criatividade.

Ainda assim o adulto deve ficar atento para não falar palavrão na frente da criança porque a tendência será ela repetir o que ouve.

 

Quer conhecer o trabalho que realizo como coach infantil ?

 

O Coach Informal para os pais somente são úteis para crianças à partir de 2 anos de idade, até o final da Infância, na adolescência e na juventude.

 

Coach Formal trabalha com a criança à partir dos 7 anos de idade até os 13 anos de idade, onde ocorrem sessões com a família toda, somente com os pais e somente com as crianças, quer conhecer melhor a estrutura das sessões clique neste link a seguir raquelguiote.com/coach-infantil

 

Entrem em contato comigo através do WhatsAppWhatsApp(11) 98833-3215 para agendar a primeira sessão com a família e compreender o método.

 

Conheça o projeto Iluminando Crianças | Mentoria on-line que preparei com muito carinho aos pais que necessitam de um direcionamento para os comportamentos indesejados de suas crianças, acesse raquelguiote.com/iluminando-criancas-mentoria

 

 

 

 

Eu limpo em mim as memórias que compartilho com cada pessoa que venha a ler este artigo.
Sinto muito. Me perdoe. Te amo. Sou grata.

 

Raquel Guiote Ribeiro
Facilitadora Harmonia Familiar Coach Infantil
www.raquelguiote.com
Objetivo : Despertar Autoconhecimento | Valores nas crianças para serem felizes hoje e se tornarem adultos conscientes e responsáveis pelas suas Ações, Pensamentos, Atitudes e Comportamentos;
Pais aprendendo realizar boas perguntas para gerar nas crianças reflexões  e estimular o desenvolvimento de novas ações e atitudes pensadas e expressadas pela própria criança.
raquelguiote@gmail.com
WhatsApp(11) 98833-3215
Facebook - facebook.com/raquelguioteribeirocoachinfantil/
LinkedIn -  linkedin.com/in/wwwraquelguiotecom/

Youtube - https://www.youtube.com/channel/UCwApCyJ7LqZ2EoVYiY4HcnA

 

A PAZ DO EU
A Paz esteja contigo
Toda a Minha Paz
A Paz que é EU
A Paz que é EU SOU
A Paz para todo o tempo, agora, eternamente e até além
Minha Paz EU lhe dou
Minha Paz EU deixo contigo
Não a Paz do mundo
Mas apenas a Minha Paz
A Paz do EU

 

 

 

Tags: Assertividade

Please reload

Posts Em Destaque

Quer ser Altruísta? Existem dois lados do altruísmo, qual é o seu? Descubra…

04/08/2016

1/1
Please reload

Posts Recentes

03/07/2020

03/06/2020

07/12/2018

Please reload

Please reload

Arquivo
Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Wix Facebook page

 

Raquel Guiote Ribeiro

Traz Informação para Acontecer Transformação

raquelguiote@gmail.com

WhatsApp - (11) 98833-3215

Rua Marquês de Abrantes, 504 sala 11 | Chácara Tatuapé 

Rua Aracê, 303 – Vila Formosa

São Paulo - SP 

 

  • Google+ Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Twitter Social Icon
  • LinkedIn Social Icon
  • Wix Facebook page